FANDOM


Arquivo:Philippa Georgiou.jpeg

Philippa Georgiou (2202–2256) foi a capitã da nave USS Shenzhou. É interpretada pela atriz Michelle Yeoh.

Nasceu no ano 2202 em Malásia, a Terra, e estodou na academia estelar do 2220 até ao 2224. Nalgum momento antes do ano 2249 recebeu o comando da USS Shenzhou. No mesmo ano incorporou-sea Michael Burnham seguindo a petição do seu tutor Sarek, antigo conhecido da capitã Georgiu.

Numa missão a umas estrelas binárias para descobrirem os danos recebidos num repetidor interestelar, usou o seu antigo telescópio óptico para identificar um objecto de origem indeterminada. Os acontecimentos posteriores para identificar o objecto desconhecido provocaram o início da guerra com os klingons do 2256.

Morreu num combate corpo a corpo com o klingon T'Kuvma e o seu cadáver foi abandonado a bordo da nave klingon Sarcophagus. Seis meses depois, os klingons seguidores de Voq descobrem a nave e comem-se o seu corpo.

Universo Espelho Editar

Sua majestuosíssima Mãe da Pátria, Soberana de Vulcano, Senhora de Kronos, Rainha de Andor, Philippa Georgiou Augustus Iaponius Centarius, era uma mulher terrana que foi o imperador do Império Terrano em meados do século XXIII. O A imperatriz Georgiou adoptou Michael Burnham do Universo Espelho depois da morte dos pais dela, parecendo ao que fez Sarek no universo principal. Quando o capitão Gabriel Lorca revela que é um rebelde terrano e começa uma guerra contra a imperatriz Georgiou, a própria Georgiou consegue assassinar Lorca fincando-lhe a sua espada. A imperatriz Georgiou diz a Michael Burnham do universo normal que ela foi vista derrotada, portanto tem de morrer lutando. No entanto, a Michael levou-a à Discovery quando ela estava a ser teletransportada, e a Discovery voltou ao universo principal com a imperatriz Georgiou. A almirante Katrina Cornwell diz-lhe que no universo principal ela não é ninguém, mas a imperatriz Georgiou diz que ela sabe como vencer os klingons, quem praticamente tinham ganhado a guerra. A imperatriz Georgiou faz um acordo com a almirante Cornwell: ela ajudá-los-á a ganhar a guerra em troca da sua própria liberdade e de liderar o ataque definitivo. A almirante Cornwell aceita e nomeia a imperatriz Georgiou como a nova capitã da USS Discovery. Georgiou propõe ir para Kronos com o motor de esporos da Discovery, mas em realidade tem de lançar uma bomba que destruirá todo Kronos. A Michael Burnham descobre que esta ideia vem da almirante Cornwell, e a tripulação da Discovery opõe-se a esta missão dizendo que a Federação Unida dos Planetas não tem estes ideais. Em troca, Michael propõe a L'Rell que ela terá o destino de Kronos nas suas mãos, e tem de dizer aos seus líderes que se não acabarem a guerra, ela destruirá Kronos. L'Rell fá-lo, e a guerra acaba. E a imperatriz Georgiou fica livre, mas antes de ir fazer uma nova vida, Michael diz-lhe que “se porte bem”.

O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-NC salvo indicação em contrário.